Início

Dieta higienista

Os adeptos da dieta higienista - ainda pouco conhecida no Brasil - seguem três princípios básicos na alimentação: não misturar os alimentos, alimentar-se nos horários certos e comer, de preferência, alimentos crus. Elaborada na década de 1950 pelo cientista norte-americano Herbert Sheldon, a dieta higienista promete limpar o organismo, mas, ainda provoca polêmica entre nutricionistas e endocrinologistas. De acordo com a dieta higienista, é preciso combinar corretamente os alimentos para que não haja dificuldade de digestão.
Leia mais...
 

Saúde das unhas: cuidados essenciais

Elas protegem os nossos dedos, nos dão maior precisão nos movimentos, nos ajudam a segurar objetos. Pode até parecer que as unhas não possuem grandes utilidades, mas essa parte do corpo humano é essencial para o funcionamento saudável do nosso organismo. Sem as unhas, seria mais difícil manipular alimentos, agarrar um substrato, cavar e escalar. Por isso, essa estrutura composta de queratina está presente nos corpos da maioria dos animais.
Leia mais...
 

Cuidado com o vinho

Muita gente acredita que vinho, principalmente vinho tinto francês amadurecido em barril, quando tomado em grandes quantidades, protege de doenças coronarianas. No entanto, até agora nenhum médico se atreveu a recomendar diretamente aos seus pacientes doentes do coração o uso de bebida alcoólica. Melhor assim, opina o Dr. Michel de Lorgeril, da faculade de Saint-Etienne, na França. Ao menos os pacientes que já tiveram enfarte deveriam renunciar a qualquer bebida alcoólica.
Leia mais...
 

Diminuir riscos cardiovasculares

Pesquisas realizadas na Universidade de Osaka, Japão, demonstraram que a caminhada até o trabalho, feita de forma regular, pode reduzir o risco de doença coronariana e hipertensão em homens. O estudo foi realizado com os dados de cerca de 6000 trabalhadores do sexo masculino, com idade entre 35 e 60 anos.
Leia mais...
 

Asma

A asma, um tipo de alergia com causas hereditárias, acomete cerca de 10% da população. É a quinta causa de internação no SUS, perdendo só para partos normais, cesarianas, pneumonia e insuficiência cardíaca, ocupando o mesmo lugar em gastos. Caracteriza-se por uma contração do músculo dos brônquios, com produção de muco, que reduz o canal por onde passa o ar em direção aos pulmões. Na maioria das vezes, é uma reação alérgica a um determinado agente.
Leia mais...